segunda-feira, 2 de março de 2015

RESUMO DO FIM DE SEMANA






“Hoje vou ser mais feliz que ontem!”



Hoje tem resumo do final de semana, quem acha que depois da cirurgia tem que ficar em casa, está enganado, pois socializar ajuda na alta estima e promove a interação com outras pessoas, fazendo com que ocupemos nossos pensamentos com coisas novas.

Esse final de semana, passei com os amigos me divertindo e me achando, recebi tantos elogios que meu ego está mais que acariciado (rsrsrsrs), o que é muito bom, pois, apesar de ter optado fazer minha cirurgia bariátrica por um problema na coluna, que precisa de tratamento, saber que se está ficando bonita também faz parte do processo de quem está emagrecendo.

É engraçado como as pessoas te olham diferente, e como muitas delas não conseguem disfarçar a admiração de te ver diferente, em especial porque faz muitos dias que não saía em lugares públicos, apenas reuniões com poucos amigos. Gostaria de agradecer carinhosamente todos àqueles que sem “inveja” me parabenizaram pelo meu sucesso, e pela nova mulher em que estou me tornando. É estranho e ao mesmo tempo gratificante se olhar no espelho e enxergar na mesma imagem uma pessoa diferente, de tudo o que já se viveu.

Achava-me uma pessoa totalmente segura, mesmo com alguns preconceitos sofridos sobre a obesidade, sempre fui alto confiante e sabia o que queria não me importava com aparência e muito menos com a opinião do próximo, correndo atrás dos meus objetivos, e lutando por aquilo que julgava certo. Hoje continuo a mesma mulher guerreira, mas com a diferença de me sentir melhor comigo mesma. Existe algo diferente, não sei ainda explicar o que, mas algo mudou muito nestes últimos 73 dias. Isso mesmo, 73 dias de pós-operatório, e me sentindo um máximo, me sentindo especial.



Meu final de semana foi regado de muitas risadas, trabalhos domésticos, um bom baile com uma dupla que adoro Alex e Yvan, e encontro com muitas pessoas do dia a dia, e pessoa que há muito tempo eu não encontrava. Ou seja, a diversão foi garantida!

O legal é que muitos admiram minha coragem de sair e não beber, e beber é uma coisa que fazia muito antes de optar pela cirurgia bariátrica, ficam me perguntando como eu consigo tanta disposição e se não sinto falta. Hoje posso garantir que sinto muita falta apenas das atividades físicas quando não posso realmente fazê-las, pois o que mais importa é a companhia, essa faz toda a diferença, e assim agradeço de forma geral a todos os meus amigos que tem me ajudado a passar por essa nova fase de adaptações e compreendido meus novos hábitos.