segunda-feira, 25 de julho de 2016

Edson Souza Lima Junior - Vida Nova




Olá, meu nome é Edson, sou enfermeiro de uma Unidade Pronto Atendimento - UPA, solteiro, tenho 28 anos e sou operado há 9 meses. A cirurgia bariátrica mudou a minha vida, eu como um profissional de saúde, sempre tive receio e medo, porém foi quando eu conheci o Dr. Cesar e sua equipe que me deram total apoio e na base da conversa e muita paciência fizeram acontecer, aprendi na prática que essa equipe é show.

Eu sempre fui uma pessoa feliz, falante (como um bom geminiano), intenso, que gosta de abraçar, gosta de pessoas, de estar bem e de fazer o bem, sempre tive uma autoestima muito boa, sempre gostei de fotos e mesmo estando 58 Kg acima do peso, me amava. Um belo dia, fui à praia e percebi que já não me sentia tão confortável no avião, pois bem...
Voltei a CG, procurei meu médico e realizei todos os exames, e peguei todos os laudos e fui sem medo, em paz, mais feliz e convicto. No dia 6 de outubro de 2015, as 13h 30min nasci de novo, internei ao lado dos meus pais, minha vó, duas tias e minha amiga (Gabi, que assistiu a cirurgia, me acompanhou em todo processo e sempre está ao meu lado... Te amo Bibis). A minha cirurgia só foi um sucesso porque meus amigos estiveram do meu lado, minha família sempre presente, na época eu trabalhava no Hospital Geral El Kadri (onde foi realizada a cirurgia) e todos os colegas foram me visitar. Afinal, nada melhor que muito amor e carinho em um momento desses (e eu sou desses, gosto de amor declarado, gosto de demonstrar amor e carinho).
O segredo é se amar, dar amor e colocar em mente que o processo cirúrgico e a recuperação são fases, hoje eu como de tudo, só que pouco. Eu nunca tive hipoglicemia, tive dumping uma vez apenas e nunca vomitei realmente um sucesso, realmente uma felicidade.
Agora falando em medidas, meu peso inicial era 120 Kg, atualmente 65 Kg, usava calça 52 e camiseta GG, atualmente 36 e P/PP, não fiquei com excesso de pele no braço, apenas na barriga, mas quero tirar (mas isso será outro momento). Bom, eu finalizo dizendo que bariátrica é vida, trouxe muita mais alegria, mais brilho, mais charme e muita disposição.