terça-feira, 6 de outubro de 2015

MEU CORPO

"HOJE VOU SER MAIS FELIZ QUE ONTEM"

Poderia ser apenas mais uma foto, comum como tantas que gosto de postar nas redes sociais. Mas, essa eu pensei muito antes de compartilhar com o mundo virtual. Para muitos pacientes bariátricos é muito difícil o relacionamento com o corpo e em especial com o espelho.
Quando estava acima do peso, eu não tinha dificuldades de me olhar no espelho, mas muitas e muitas vezes sentei na frente dele e chorei muito, pois não gostava da imagem que via refletido nele, ou muitas vezes, por ver que não tinha a roupa que ficasse bem, ou pelo menos achava isso.
Se relacionar com seu corpo pós operação é muito difícil, como muitos nutricionista pedem, para que as pessoas tentem emagrecer com dieta e atividade física, é porque os pacientes submetidos a cirurgia bariátrica perdem peso com muita rapidez, assim a elasticidade da pele não acompanha o ritmo de perca de peso. O que ocasiona para muitos pacientes excesso de pele, em várias partes do corpo como braço, perna, peito, e a "pochete" na barriga (essa que mais incomoda, segundo alguns relatos, e de experiência própria).
Muitos vivem me dizendo que estou bem, e que nem parece que fiz cirurgia, mas isso é o resultado de dieta, acompanhada pela linda nutricionista Mariana Corradi, e muita atividade física, de preferência com acompanhamento de um profissional, mas se não tiver condições que o corpo se mantenha em MOVIMENTO. Mas gostaria de deixar claro, que tem as partes que não gosto, sei que tenho que me esforçar muito ainda, para conseguir chegar ONDE QUERO. Mas um dia chego lá, rsrsrsrs.
Desde que fui liberada para realizar atividade física, assim tenho praticado, e como me ajudou no processo pós cirúrgico. Realizar uma cirurgia bariátrica exige do paciente controle emocional, pois o que passamos é um processo de aprendizado, onde aprendemos novamente a comer, o que é bom e o que é ruim, passando por cada etapa com muito esforço e dificuldade. E sabemos que se não aprendermos essas lições, de nada valerá ter corrido o risco.
Excesso de pele é comum, no pós cirúrgico, e pode ser corrigido com cirurgia plástica, mas é necessário também que o paciente faça sua parte.


Sei que nem todos vão gostar, alguns vão elogiar, outros criticar. Mas tenham certeza que precisei de muita coragem para postar essa foto #semfiltro, mas no fundo eu precisava. É uma relação (com espelho) que levará tempo para se tornar fácil, se é que me entede... ;)